UA-84155756-1

MULTIPLICA DIGITAL – WHATSAPP PARA FARMÁCIAS: UM ALIADO DO ATENDIMENTO AO CHECKOUT

By: | Tags: | Comments: 0 | abril 25th, 2022

WhatsApp para farmácias: um aliado do atendimento ao checkout

WhatsApp-farmácias

Para se manter competitivo dentro deste mercado, é importante não só manter este canal ativo, mas torná-lo um aliado do seu negócio, explica o Gerente de Ofertas e Produtos Linx, Leandro Maia Ruggero

Antes mesmo do lançamento do WhatsApp Business, em 2018, vários setores do varejo já utilizavam o aplicativo de mensagens para se comunicar com os clientes e para fins comerciais – principalmente os pequenos varejistas, que constroem uma relação muito mais “íntima” e direta com os consumidores. No segmento farmacêutico, essa particularidade sempre foi um DNA do negócio, dado que 65% das farmácias e drogarias do país são pequenas ou médias, de acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF).

Com os avanços na tecnologia e a pandemia – que colocou todos em distanciamento social da noite para o dia – as pessoas passaram a utilizar ainda mais o WhatsApp. Uma pesquisa da Panorama Mobile Time/Opinion Box, publicada em dezembro de 2021, aponta o WhatsApp no topo do ranking de aplicativos mais utilizados pelos brasileiros, com 54% dos entrevistados afirmando utilizar o app ao menos uma vez por dia. Além disso, 33% dos entrevistados disseram que o WhatsApp é o aplicativo em que passam mais tempo ao longo do dia.

A mesma pesquisa, realizada no ano anterior, mostrou que 76% dos respondentes afirmaram se comunicar com empresas através do WhatsApp e, além disso, 52% compram produtos e serviços pelo aplicativo. Se antes o contato por telefone eram modalidades fortes no setor, as mensagens hoje são ferramenta de comunicação (e venda!) que já está na mão do cliente e que o varejista deve encontrar os melhores caminhos para utilizá-la a seu favor.

No negócio, o app representa uma flexibilidade no atendimento, sem a necessidade de designar uma pessoa só para responder às ligações (como acontecia nos tempos de contato telefônico), além de levar facilidades que fazem a diferença no momento de decisão do cliente, como a possibilidade de realizar o pagamento da compra pelo WhatsApp Pay ou por links de pagamento integrados ao sistema

Mas, de nada adianta utilizar o WhatsApp como mais um canal de venda se ele não estiver integrado à operação. Sem isso, toda venda realizada pelo aplicativo terá que ser lançada manualmente no sistema (da mesma forma como era pelo telefone) – um gasto enorme de tempo que compromete toda a agilidade e produtividade do dia a dia. É preciso, mais do que nunca, buscar integrar e automatizar os processos.

Por fim, já existem empresas que viabilizam essa integração do WhatsApp no sistema de gestão e, inclusive, algumas associações, como a Febrafar, já utilizam deste recurso, bem como as grandes redes farmacêuticas. Para se manter competitivo dentro deste mercado, é importante não só manter este canal ativo, mas torná-lo um aliado do seu negócio, reduzindo as tarefas operacionais e usufruindo dele do atendimento à finalização da venda.

Fonte e foto: Gerente de Ofertas e Produtos Linx, Leandro Maia Ruggero, com exclusividade para o Guia da Farmácia.

You must be logged in to post a comment.