UA-84155756-1

MULTIPLICA DIGITAL – RAIO-X DAS MULHERES NO MERCADO FARMACÊUTICO

By: | Tags: | Comments: 0 | março 8th, 2021

Raio-x das mulheres no mercado farmacêutico

Raio-x das mulheres no mercado farmacêutico

O varejo farmacêutico é um dos mercados nos quais as mulheres foram pioneiras e hoje são presença dominante. Já a indústria ainda preserva grande parte dos postos de liderança nas mãos dos homens, apesar de várias executivas assumindo cargos de decisão nos últimos anos. O Panorama Farmacêutico preparou uma radiografia da participação feminina no setor, que revela inegáveis avanços, mas com desvantagem no salário e nas condições de trabalho.

Maioria na profissão, minoria nos cargos mais elevados

Pesquisa sobre o Perfil do Farmacêutico no Brasil, realizada pelo Conselho Federal de Farmácia, mostrou que entre os graduados da formação em farmácia, as mulheres representam 67,5% dos profissionais. A faixa etária prevalente na amostra situou-se entre 29 e 38 anos (41,8%).

Já de acordo com registros do Conselho Regional de Farmácia (CRF-SP) 46.982 farmacêuticas estão na ativa no Estado de São Paulo. Isso representa 73% dos mais de 64 mil farmacêuticos paulistas. Levantamento realizado pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) revela que, do total de farmacêuticos que atuam nas 26 redes associadas, 74,6% são mulheres com idade média de 33 anos.

Porém, quando o assunto são as faixas salariais mais elevadas, oa homens ainda levam vantagem. Enquanto 22% dos executivos do sexo masculino recebem acima de R$ 5 mil, apenas 10,6% das mulheres alcançam esse patamar.

Farmácias magistrais na contramão: mercado tipicamente feminino

Segundo o Panorama Setorial 2020 da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), mais de 70% do segmento de farmácias de manipulação é ocupado pelo sexo feminino. A predominância ocorre tanto no quadro societário, como já mostrado na edição de 2018, quanto no de funcionárias, entre farmacêuticas, técnicas especializadas, atendentes e outras profissionais.

Nos anos de 2018 e 2019, o número de mulheres no quadro de funcionários cresceu 6,7%, enquanto a parcela masculina aumentou apenas 4,8%. Dentre a divisão de colaboradores por gênero, os dados de 2019 mostram que 45.311 (78,4%) do total de funcionários são mulheres contra 12.518 homens (21,6%).

Liderança na indústria

Na indústria farmacêutica começam a surgir exemplos de liderança feminina. Mas relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) indica que a presença das mulheres nos postos de comando é 20% inferior à dos homens, e ainda com diferenças salariais. Alguns laboratórios, no entanto, ensaiam uma mudança nesse cenário.

Bayer, por exemplo, anunciou o compromisso de estabelecer, até 2025, um equilíbrio de gênero 50/50 ao longo de toda baixa e média liderança, que, atualmente, é ocupada 40% por mulheres e 60% por homens. No Círculo de Liderança do Grupo (composto por 540 executivos), a proporção de mulheres deve chegar a pelo menos 33% em 2025 (atualmente está em 23%). Depois disso, até 2030, a farmacêutica pretende atingir paridade de gênero em todos os níveis de gerência.

Criadora do programa Mulheres na Liderança (Women In Leadership – WIL), a Merck Brasil tem a meta de alcançar a igualdade em posições de liderança até 2023. A empresa assumiu o compromisso de ter pelo menos uma mulher ao final de cada processo seletivo, bem como garantir uma participação equilibrada em programas de desenvolvimento.

A Merck também foi a primeira farmacêutica a aderir à campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, idealizada pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por conta do aumento de casos de feminicídio na pandemia. “Disponibilizamos nosso time de campo para realizar cerca de 500 visitas ao dia em farmácias de todo o Brasil para reforçar as mensagens da campanha aos balconistas e farmacêuticos que podem ajudar essas mulheres vítimas de violência doméstica”, afirma Thais Motta, gerente de trade marketing e líder do Grupo de Trabalho de Mulheres em posição de Liderança.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

You must be logged in to post a comment.