UA-84155756-1

MULTIPLICA DIGITAL – PROCURA E CONSUMO DE REMÉDIOS DE VENDA LIBERADA CRESCEM DURANTE A PANDEMIA

By: | Tags: | Comments: 0 | abril 14th, 2021

O estudo Consumer Insights, realizado pela empresa Kantar, indica que a procura e o consumo de medicamentos de venda liberada aumentaram 10% no último trimestre de 2020. Ainda segundo a pesquisa, a maioria das pessoas passou a comprar mais remédios, com o objetivo de estocá-los, estando preparada para uma situação de necessidade.

Muitos desses remédios que podem ser comprados sem prescrição médica são considerados inofensivos, mas ainda podem ser prejudiciais se usados sem controle e orientação médica. A automedicação sempre foi algo preocupante, mas, durante a pandemia do Covid-19, se tornou ainda mais pelo fato de as pessoas estarem mais preocupadas com sua saúde e, consequentemente, se automedicando mais.

É importante saber separar bem uma situação de automedicação nociva de uma que realmente possa trazer algum benefício, pois, quando feita de modo correto, não existem riscos. Quando sentimos um sintoma isolado, como uma dor de cabeça ou no estômago, por exemplo, utilizar um medicamento adequado pode resolver o problema. Desta forma, nos livramos do incômodo, sem precisar passar por uma consulta médica.

O que muitas pessoas não entendem é que, quando o sintoma já se mostra persistente demais, provavelmente, tem algo de errado que precisa ser investigado por um médico especializado. Se automedicar nessas situações pode resolver as coisas parcialmente e momentaneamente, mas não vai tratar da enfermidade e o sintoma sempre retornará, criando um ciclo sem fim, e o pior: correndo o risco de agravar o quadro.

Qualquer tipo de medicamento pode ser prejudicial para a saúde quando utilizado em excesso; por isso, é importante saber bem quando é viável se automedicar e nunca fazer disso um hábito. Muitos preferem isso do que consultar um médico, mas, dependendo do sintoma, nem sempre é necessário. Profissionais da faculdade de farmácia também são qualificados para orientar e indicar medicamentos voltados para sintomas mais simples e corriqueiros, então basta conversar com um farmacêutico para sanar suas dúvidas.

Nestes tempos de pandemia, todos precisam ficar muito atentos ao que realmente estão sentindo, pois o estado de saúde mental, somado ao medo constante de contrair a doença, pode criar um quadro de hipocondria, quando achamos que estamos doentes, mesmo não estando. Este também é um fator que pode agravar a automedicação, já que a pessoa começa a tomar remédios sem precisar, e isso desenvolve problemas de saúde que não tinha antes.

Fonte: Panorama Farmacêutico

You must be logged in to post a comment.