UA-84155756-1

MULTIPLICA DIGITAL – NATULAB QUER SUPERAR R$ 500 MILHÕES DE RECEITA COM NOVO CD

By: | Tags: | Comments: 0 | abril 4th, 2022

Natulab quer superar R$ 500 milhões de receita com novo CD

Natulab quer superar R$ 500 milhões de receita com novo CD
Eduardo Lima, diretor de marketing e vendas; e Luiz Andrade, diretor de operações

Natulab acaba de iniciar operações em seu novo centro de distribuição (CD) na cidade de Santo Antônio de Jesus (BA), onde estão situadas também as duas plantas fabris da farmacêutica. O complexo é um dos alicerces dos planos ousados de expansão da companhia, que prevê chegar a R$ 500 milhões de faturamento em 2022 – um avanço superior a 20% em relação ao ano passado.

Com 51 mil m², 24 mil posições de paletes e investimento de R$ 4 milhões, a nova estrutura triplica o espaço de armazenagem e aumenta em cinco vezes a capacidade de recebimento e expedição do laboratório. “De cinco caminhões que carregávamos e descarregávamos simultaneamente, passamos a contar com 22, otimizando o fluxo de saída e recebimento de materiais”, explica o diretor de operações Luiz Andrade (à direita na foto).

Aumento da força produtiva

Segundo o executivo, o CD tem potencial para absorver a totalidade de insumos e armazenamento de produtos acabados demandados por 87 mil farmácias brasileiras, segundo estimativas da IQVIA.

O complexo também conta com uma área de 1.500 m² de escritórios, que abrigam áreas administrativas da farmacêutica, antes baseados nas fábricas. “A transferência permitiu ampliar em 20% a capacidade produtiva do parque fabril com a instalação de três novas linhas de produção”, acrescenta o executivo. O fato também contribuiu para a companhia bater um recorde de vendas no último trimestre, de mais de R$ 132 milhões.

Frete e custos logísticos

Com 30% do mercado da Natulab concentrado no Nordeste e com uma parcela substancial também na Região Norte, a localização do CD na Bahia acaba favorecendo a capilaridade atual. “Obviamente, a eficiência cai nos extremos do país. Mas no contexto geral nossa posição permanece estratégica, mesmo com os custos logísticos impactados pela alta mundial do petróleo, que influencia 70% das nossas despesas na área”, ressalta Andrade.

Além disso, o mercado farmacêutico é influenciado pelo custo adicional do aumento de preço dos frascos, tampas e blisters, itens que também são derivados do petróleo.

Lançamentos

Por meio do novo CD, a farmacêutica ganha respaldo para acelerar o ritmo de lançamentos. A Natulab já apresentou os dois primeiros na convenção de vendas realizada no início de março – o Gastrobem e o Seakalm Melatonina. “Ainda temos previsão de colocar no mercado quatro novos produtos até o fim do ano, fora o desenvolvimento de marcas próprias para três grandes redes de farmácias e dois distribuidores, totalizando mais de R$ 5 milhões em vendas projetadas em lançamentos para 2022”, afirma o diretor de marketing e vendas Edu Lima (à esquerda na foto).

O objetivo é ampliar o mix de produtos nas farmácias independentes e também melhorar o nível de engajamento e relacionamento com as grandes redes. A Natulab conta com quatro grandes marcas que são carros-chefes no PDV. “A linha Seakalm é líder na área de fitoterápicos. A Maxalgina é a quinta marca mais vendida no canal farma e o Viter C teve ampliação de família e figura entre os 25 produtos com maior demanda junto à indústria. Já o antibiótico em spray Rifotrat registra uma participação importante no portfólio, com mais de 450 mil unidades vendidas todos os meses”, reforça.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

You must be logged in to post a comment.